As terapias alternativas vêm ganhando espaço no mercado e conquistando um público cada vez mais exigente. As pessoas estão mais preocupadas com a manutenção da saúde e encontraram nessas terapias o apoio de que precisam. A correria do dia a dia, o consumismo, o individualismo, a busca pelo poder e perfeição, a alimentação industrializada, a vida sedentária e a falta de contato com a natureza nos distanciam da nossa essência. Somos tomados pela ansiedade, incerteza, medo e apreensão que repercutem diretamente em nossas vidas.

Hoje, temos terapias reconhecidas pela OMS – Organização Mundial de Saúde – como Reiki, Acupuntura, Auriculoterapia, Florais, Cromoterapia, Homeopatia, Fitoterapia. Contudo, há outras ainda não reconhecidas oficialmente como o Shiatsu, Aromaterapia, Ventosaterapia, Reflexologia, Sei-Tai, mas que vêm tendo sua eficácia comprovada a cada dia no Ocidente, pois no Oriente já são conhecidas e utilizadas há milênios.

É importante ressaltar que não devemos substituir o tratamento convencional feito com o médico por essas terapias. Elas devem ser coadjuvantes e complementares. A diferença é que consideram o homem como um todo: “corpo, mente e espírito”. Para elas, saúde é sinônimo de equilíbrio, paz interior, autoconsciência e bem-estar.

O ideal é que façamos um trabalho preventivo e não deixemos as doenças chegarem a pontos críticos. Exercícios físicos e momentos de lazer são essenciais para que tenhamos saúde. Mas, como nunca sobra tempo para isso, as pessoas estão descobrindo em tais terapias um meio de preservá-la, dado o efeito relaxante e fortalecedor do sistema imunológico que elas proporcionam.

Todos merecem algumas horas por semana para cuidar de si e recarregar as baterias. Então, escolha a terapia que mais se identifique com seu perfil, ou tenha, numa mesma consulta, todas elas. Entre nesse mundo de cabeça, coração e espírito.

Revista Consult – 05/03/2008
Danielle Vilela Paulino
danielle@aromadeflor.com

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo protegido