Mudando de Carreira: Transição entre carreira atual X Terapeuta Holístico

Por Danielle Vilela Paulino – danielle@aromadeflor.com.br

“Escolha um trabalho de que gostas e não terás que trabalhar um único dia em tua vida.” Confúcio

Tenho percebido muitas pessoas infelizes e insatisfeitas com sua atual profissão, muitas buscando auxilio na terapia, outras já iniciando cursos na intensão de futuramente sair da “loucura” do mundo corporativo, outras ficaram desempregadas e fazem uma tentativa de nova profissão no mundo das terapias holísticas.

Recebemos muitas pessoas nessas circunstancias, sejam para tratamento ou nos cursos que oferecemos no Espaço Aroma de Flor.

Fiz esse percurso do mundo corporativo para o mundo das terapias ao longo de 4 anos. Iniciei os estudos na escola de acupuntura em 2006, abri meu 1º consultório em 2008 e somente em 2012 fiz a transição efetivamente. Durante esses 4 anos investi em cursos e aperfeiçoamento e atendia no consultório após o expediente na empresa.

Isso porque o conhecimento não praticado vai sendo perdido com o tempo, então precisava praticar, aprender, ganhar segurança e aos poucos ir sentindo o que era a vida de um terapeuta.

E não é fácil deixar todos os benefícios: ticket refeição, plano de saúde, previdência privada, 13º salario e participação nos lucros…

Mas hoje digo que quando minha angustia, de não fazer o que gostava, se tornou maior que meu medo, do mundo incerto de ser terapeuta, veio a coragem necessária para dar esse passo, ou salto.

Mas não foi fácil, crise existencial, como será? Como vou pagar meu aluguel? Como vou pagar o plano de saúde? Duvidas, duvidas e medo!!

É uma decisão muito seria e precisa ser planejada. Quem busca esse caminho precisa se perguntar: – Esse é o caminho da minha alma mesmo? Se nosso mundo não fosse capitalista e não precisássemos do dinheiro, faria essa atividade todos os dias da minha vida, apenas pelo prazer de fazê-la?

Faça essa pergunta a si mesmo, durante alguns dias logo ao acordar.

Se sua resposta for sim hoje, amanha e depois de amanha, então acredito que sua alma queira realmente isso.

E quando estamos no caminho da nossa alma, por mais percalços existentes, o amor ao que fazemos nos faz superar cada um dos obstáculos e medos que vão aparecendo ao longo do percurso.

É importante entender que o medo é normal, a dúvida é normal e a transição não é fácil, mas é muito compensadora.

As trilhas mais difíceis nos levam aos melhores lugares…!

Se você passa por essa situação e quer trabalhar essa questão, temos diversas técnicas que auxiliam no equilíbrio para que a decisão seja tomada de forma calma e consciente.

Abaixo listo 12 dicas para quem está nesse processo e quer começar no mundo das Terapias Alternativas ou Integrativas e Complementares:

  1. Procure pessoas que passaram por isso para conversar sobre como é e avaliar se também é o seu caminho.
  2. Faça cursos e adquira o conhecimento necessário enquanto ainda não largou sua antiga profissão.
  3. Uma questão crucial é o autonhecimento. Buscar auxilio e técnicas que levem ao encontro consigo mesmo é importante, não só na transição como depois enquanto terapeuta. Como cuidar, auxiliar o outro se não há este movimento para si mesmo?  😉
  4. Tudo que for aprendendo vá praticando, mesmo que de forma voluntaria em amigos, parentes e pessoas que se disponham a ser sua cobaia.
  5. Planeje um tempo para se preparar profissionalmente e financeiramente, adquirindo confiança nesse período para então começar a preparar a transição definitiva.
  6. Saber ouvir é uma característica essencial para um Terapeuta Holístico, você gosta de ouvir?
  7. Existem muitas terapias e técnicas disponíveis no mercado, pesquise sobre quais gostaria de fazer e tem mais afinidade, ouça sua intuição.
  8. O começo é mais difícil então seria bom ter uma reserva financeira, para viver um tempo sem a renda, que pague todas as suas contas. No mundo das terapias a qualidade do seu trabalho vai trazendo o retorno aos poucos, através da indicação das pessoas que gostaram do seu atendimento. Mas isso demanda tempo.
  9. No começo como em qualquer profissão é muita ralação e pouco retorno financeiro, mas muita satisfação se está no caminho da sua alma.   🙂
  10. Cortar as despesas extras e ter disciplina para economizar pensando no futuro.
  11. Investir uma parte desses recursos em conhecimento e capacitação para aperfeiçoar as áreas escolhidas.
  12. Se tiver alguma forma de renda que possa produzir (artesanato, alimentos saudáveis e naturais), enquanto ainda não está totalmente estabelecido na nova profissão e goste é melhor ainda.   🙂
Para divulgação favor citar a fonte: https://aromadeflor.com.br/mudando-de-carreira/

1 Comment

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo protegido